Faixa do topo de Notícias
Banner de Notícias
Fique por dentro sobre tudo que acontece no mercado financeiro, no Brasil e no Mundo.
Novo golpe da clonagem do cheque
Novo golpe da clonagem do cheque

31 de março de 2017

Uma nova modalidade do golpe do cheque vem fazendo vítimas no Brasil. A diferença das fraudes convencionais é que o bandido também “clona” o chip da vítima, autorizando a transação como se ele fosse a vítima.

O golpe se dá deste modo: o bandido furta o seu talão e/ou clona ou altera o valor do cheque que foi passado pela vítima, procedendo com o saque. Antes da compensação, o banco realiza a confirmação com o cliente, procedimento de praxe.

Ocorre que os criminosos agora cancelam o chip do celular da vítima para impedir que o banco confirme se o cheque está valendo ou não. Além de falsificar a assinatura, a chamada telefônica vai para o bandido, que confirma.

Certamente, o golpe tem apoio de funcionários das operadoras de telefonia móvel.

Deste modo, na maioria das fraudes detectadas, o cliente dá um cheque para pagar algo, que é compensando, e de repente o banco compensa “outros cheques”. O detalhe é que alguns cheques clonados podem ter a mesma numeração ou numeração da sequência do talão.

O banco então liga para o cliente, confirma o cheque e deposita ou realiza a operação. Só que simultaneamente o telefone da vitima fica sem serviço. Na verdade, o bandido cancelou o chip do cliente e habilita outro em seu nome, recebendo a ligação do banco.

Para quem se tornou vítima, a orientação é procurar o banco para o reembolso das despesas e reembolso dos juros. É cabível também uma ação de danos morais não só em face do banco, que pode conduzir investigações que demoram meses (travando o reembolso ao cliente), mas em face da operadora de telefonia móvel, que permitiu que um dos seus funcionários clonasse o chip do usuário.

Cabe também uma reclamação na Anatel, para que a operadora seja multada. Vale também repassar regras básicas para não cair neste golpe: no preenchimento do cheque use a própria caneta, risque os espaços vazios no cheque, cruze o cheque. No canhoto do cheque faça uma numeração própria. Jamais deixe nada além do cheque com o vendedor. Não colocar o número telefônico no verso do cheque ou, se precisar colocar, coloque no verso um número fixo.

Com relação a clonagem do chip, procure imediatamente a operadora assim que perceber pelo menos 30 minutos de celular sem serviço. Com estas medidas simples, reduzimos em muito a possibilidade de nos tornarmos vítimas deste novo golpe que vem crescendo no Brasil.

Fonte: Olhar Digital 

« | »
← Voltar para a listagem de notícias
Alerta contra Fraudes
Atenção: fraudadores se passam por funcionários de empresas respeitadas para efetuar golpes. Entre sempre em contato direto com a empresa antes de fechar um negócio. Na Credilink todos os consultores podem ser acionados pelo telefone 4007-1762.
Alerta contra Fraudes

AVISO IMPORTANTE - CORONAVÍRUS

Para preservar os nossos funcionários, os atendimentos estão funcionando apenas nos e-mails:

Suporte: suporte@credilink.com.br
Financeiro: financeiro@credilink.com.br
Pos-venda: posvenda@credilink.com.br

Os nossos telefones fixos estão temporariamente indísponíveis.

Salientamos que os nossos serviços continuam funcionando normalmente 24h por dia.