Faixa do topo de Notícias
Banner de Notícias
Fique por dentro sobre tudo que acontece no mercado financeiro, no Brasil e no Mundo.
Meirelles diz que indicadores econômicos mostram recuperação da economia
Meirelles diz que indicadores econômicos mostram recuperação da economia

19 de julho de 2017

Os indicadores econômicos não sofreram, até o momento, qualquer impacto por causa da crise política do país. A avaliação é do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Segundo ele, os indicadores de junho mostram que a recuperação da economia continua.

“Não há, no momento, sinais de que tenha havido reversão na trajetória de crescimento. Temos diversos índices para o mês de junho, por exemplo, da economia, que estão mostrando crescimento. Consumo de energia mostrou crescimento, produção de automóveis mostrou crescimento. São itens relevantes porque são os chamados antecedentes da produção, como a produção de papel ondulado que é usado nas embalagens de produtos industriais. Isso também teve crescimento expressivo. Em resumo, o fato é que os índices de junho mostram a continuação dessa trajetória”, disse.

O ministro disse que a experiência dele, após muito tempo trabalhando com a economia, seja no cargo que ocupa agora, no longo período em que esteve antes como presidente do Banco Central ou, ainda, quando atuava no setor privado trabalhando com diversos países, o levam a ter certeza de que o que interessa são os resultados mostrados pelos números. “Opinião ainda é valida, é bom, mas no final o que prevalece são os números”.

Destacou que a mensagem levada aos agentes econômicos, incluindo os de fora do país, é que as instituições brasileiras estão funcionando normalmente. Na visão dele, a votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer, representa que tudo está dentro da normalidade.

De acordo com ele, o mais relevante é que a economia brasileira já está em rota de crescimento. “O resultado da votação foi significativo e vamos aguardar, agora, a decisão da Câmara dos Deputados, que deve se dar em um pouco mais de duas semanas e prosseguindo. Do ponto de vista da equipe econômica, estamos concentrados na reforma econômica, estamos trabalhando dia e noite justamente para assegurar que o país volte a crescer”, disse.

O ministro assegurou que o governo tem seguido as previsões inciais de ajuste fiscal e que o controle das despesas públicas “é rígido, rigoroso e inalterado”. Disse que o teto de gastos, fixado pela Constituição, tem sido seguido rigorosamente e que a liberação de emendas que tem sido feita pelo governo obedece ao limite orçamentário de cada ministério.

“Não se está revisando o orçamento de diversos ministérios visando acomodar novas emendas ou já existentes. Não. Qualquer liberação de emenda é dentro dos orçamentos de cada ministério. Portanto, este é um processo em andamento”.

Para o ministro, seguindo esta determinação, não há possibilidade de que no final do ano o governo federal ultrapasse o limite de gastos. “Não há dúvida de que o teto de evolução dos gastos públicos, estabelecido pela Constituição, será cumprido este ano. Quanto a isso, não há nenhuma possibilidade de que não aconteça”.

Fonte: Agência Brasil

« | »
← Voltar para a listagem de notícias
Alerta contra Fraudes
Atenção: fraudadores se passam por funcionários de empresas respeitadas para efetuar golpes. Entre sempre em contato direto com a empresa antes de fechar um negócio. Na Credilink todos os consultores podem ser acionados pelo telefone 4007-1762.
Alerta contra Fraudes

AVISO IMPORTANTE - CORONAVÍRUS

Para preservar os nossos funcionários, os atendimentos estão funcionando apenas nos e-mails:

Suporte: suporte@credilink.com.br
Financeiro: financeiro@credilink.com.br
Pos-venda: posvenda@credilink.com.br

Os nossos telefones fixos estão temporariamente indísponíveis.

Salientamos que os nossos serviços continuam funcionando normalmente 24h por dia.