Faixa do topo de Notícias
Banner de Notícias
Fique por dentro sobre tudo que acontece no mercado financeiro, no Brasil e no Mundo.
Fraudes crescem no e-commerce no primeiro trimestre de 2016
Fraudes crescem no e-commerce no primeiro trimestre de 2016

18 de julho de 2016

Os riscos de fraudes para os consumidores que compram produtos pela internet aumentaram no primeiro trimestre de 2016 na comparação com o mesmo período em 2015. De acordo com um levantamento realizado pela Fcontrol, empresa da PayU e especialista em soluções antifraude no comércio eletrônico, as tentativas de fraudes no e-commerce brasileiro cresceram 1,32%.

 

A média de perdas efetivas ficou em torno de 0,33%, mesmo patamar do ano anterior, mas vale destacar que as transações diminuíram em cerca de 11%. As informações foram retiradas da sua base de clientes.

 

As categorias que mais sofrem com os crimes de falsificação no uso de cartões de crédito e débito nas vendas online são: “Telefonia (Smartphones)”, “Eletrônicos” e “Games”. O levantamento também apontou o crescimento de fraudes no segmento de “Cosméticos, Perfumaria e Suplementos”.

 

O valor da fraude não é exato, mas a média gira em torno de 70% a mais que o tíquete médio das lojas (que neste período em 2015 foi de R$ 363 e no de 2016 subiu para R$ 409).

 

“Mesmo com a redução no número de transações no primeiro trimestre de 2016, os fraudadores continuaram aplicando golpes na mesma proporção do último ano. Por isso, investir em segurança da informação é a melhor solução para os lojistas evitarem ações fraudulentas”, explica Marcos Marins, CEO da PayU.

 

Fraudes no Brasil

 

A pesquisa também revelou que as regiões com maior concentração de fraudes são o Norte e Nordeste do Brasil, principalmente nos estados do Ceará (13,52%), Tocantins (13,42%) e Pará (7,78%). Ou seja, entre os pedidos realizados no primeiro trimestre de 2016 no Ceará, 13,52% foram tentativas de fraudes.

 

Nas regiões Sudeste e Sul, os índices de fraude giram em torno de 3,2%. Os estados de Minas Gerais (4,65%), Rio de Janeiro (3,37%) e São Paulo (2,82%) são os que mais sofrem com fraudes no Sudeste. No Sul, os índices atingem Santa Catarina (3,74%), Paraná (3,58%) e Rio Grande do Sul (1,11%), nesta ordem.

 

Fonte: Canal Executivo

« | »
← Voltar para a listagem de notícias
Alerta contra Fraudes
Atenção: fraudadores se passam por funcionários de empresas respeitadas para efetuar golpes. Entre sempre em contato direto com a empresa antes de fechar um negócio. Na Credilink todos os consultores podem ser acionados pelo telefone 4007-1762.
Alerta contra Fraudes

AVISO IMPORTANTE

A Credilink é uma empresa de informações cadastrais para Proteção ao Crédito e Prevenção à Fraude. Reforçamos que não atuamos com serviços de empréstimos.

Acompanhe sempre nossos canais oficias:

facebook.com/credilink
facebook.com/confirmeonline
instagram.com/credilink
linkedin.com/company/credilink
twitter.com/credilinkinf