Faixa do topo de Notícias
Banner de Notícias
Fique por dentro sobre tudo que acontece no mercado financeiro, no Brasil e no Mundo.
BYOD quebra ou não a segurança corporativa?
BYOD quebra ou não a segurança corporativa?

6 de julho de 2017

O uso dos computadores pessoais pelos colaboradores ainda é um tema à mesa da maior parte das corporações no Brasil. O BYOD (Bring Your Own Device, ou traga seu próprio dispositivo), suscita diferentes reações, como mostra uma pesquisa do IBOPE CONECTA, encomendada pela Dell. O levantamento aponta que 54% das empresas admitem o uso de computadores pessoais dos seus colaboradores. A principal justificativa para essa prática é justamente o aumento de produtividade.

Entre as empresas que permitem o acesso à rede corporativa pelos computadores pessoais de colaboradores, 44% afirmam que essa permissão causa aumento de produtividade. Para que isso ocorra sem danos à segurança dos dados, estabelecer uma política específica referente a esse tipo de acesso é uma questão imprescindível na opinião da maioria dos entrevistados.

Tanto é assim que entre as companhias que liberam o uso do computador pessoal, 57% já têm práticas de segurança estabelecidas. Já naquelas que permitem o uso dos computadores pessoais pelos trabalhadores, mas que assumem não ter políticas de segurança específicas, 16% afirmam que estão se preparando para implantar ações de proteção nos próximos seis meses.

Por sua vez, nas empresas que impedem o uso dos computadores pessoais, as ameaças à segurança dos dados são o principal motivo para a restrição. Entre 23% das empresas que rejeitam essa prática, 44% justificam a decisão pelo zelo quanto à integridade dos dados.

Quando o assunto é o acesso ao conteúdo do e-mail corporativo por meio de computadores pessoais, a flexibilidade é maior: 62% das empresas afirmam permitir que isso aconteça em prol do aumento da produtividade. Das que negam todo e qualquer tipo de acesso por equipamentos pessoais, 64% justificam a proibição por questões de segurança. A pesquisa IBOPE CONECTA, encomendada pela Dell, foi feita com 401 entrevistados, todos eles responsáveis pela decisão de compras referentes a TI em empresas com até 99 funcionários em todo o Brasil, com respostas a questionários on-line, entre 1 e 9 de fevereiro de 2017.

Fonte: Convergência Digital

« | »
← Voltar para a listagem de notícias
Alerta contra Fraudes
Atenção: fraudadores se passam por funcionários de empresas respeitadas para efetuar golpes. Entre sempre em contato direto com a empresa antes de fechar um negócio. Na Credilink todos os consultores podem ser acionados pelo telefone 4007-1762.
Alerta contra Fraudes

AVISO IMPORTANTE - CORONAVÍRUS

Para preservar os nossos funcionários, os atendimentos estão funcionando apenas nos e-mails:

Suporte: suporte@credilink.com.br
Financeiro: financeiro@credilink.com.br
Pos-venda: posvenda@credilink.com.br

Os nossos telefones fixos estão temporariamente indísponíveis.

Salientamos que os nossos serviços continuam funcionando normalmente 24h por dia.