Faixa do topo de Notícias
Banner de Notícias
Fique por dentro sobre tudo que acontece no mercado financeiro, no Brasil e no Mundo.
Brasil cria 77,8 mil postos de trabalho e tem melhor janeiro desde 2012
Brasil cria 77,8 mil postos de trabalho e tem melhor janeiro desde 2012

15 de março de 2018

O Brasil criou 77.822 novos postos formais de trabalho, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho. O resultado é o melhor de janeiro desde 2012 e indica a primeira vez desde 2014 que as contratações superaram as demissões neste período do ano.

O saldo é resultado de cerca de 1,284 milhão de admissões e 1,206 demissões. Quando o acumulado para os últimos 12 meses é levado em consideração, foram criadas 83,5 mil postos com carteira de trabalho . Referente aos dozes meses entre janeiro e dezembro de 2017, o último balanço acumulado indicava o fechamento de 20,8 mil vagas de trabalho.

De acordo com a publicação, o salário médio daqueles que foram demitidos em janeiro deste ano, descontada a inflação, foi de R$ 1.636,41. Já o salário médio daqueles que foram admitidos foi menor: R$ 1.535,51. Os salários de admissão mais elevados foram observados na região Sudeste, com R$ 1.659,16. Por outro lado, a região Nordeste teve os menores salários: R$ 1.234,45.

Setores e estados
Ainda de acordo o levantamento, em janeiro, a indústria de transformação liderou a geração de empregos, com 49,5 mil novos postos de trabalho. O setor é seguido pelos serviços, que registraram 46,5 mil novos postos. Na agropecuária, foram criados 15,6 mil postos; na construção civil, cerca de 15 mil; e em serviços industriais de utilidade pública, 1,1 mil postos.

Na outra ponta, o comércio registrou o maior fechamento de postos, com 48,7 mill vagas de trabalho a menos. Na adminsitração pública, foram fechadas 802 vagas e, em extrativa mineral, 351.

Nos estados, São Paulo liderou as contratações, com mais de 20,3 mil novos vagas de emprego. O estado foi seguido por Rio Grande do Sul (17,8 mil), Santa Catarina (17,3 mil) e Paraná (11,6 mil). Ao mesmo tempo, o Rio de Janeiro foi o estado com mais postos fechados, com a demissão de 98,4 mil pessoas e contratação de 88,6 mil, terminando o mês com 9,8 mil postos fechados.

Fonte: Economia – iG 

« | »
← Voltar para a listagem de notícias
Alerta contra Fraudes
Atenção: fraudadores se passam por funcionários de empresas respeitadas para efetuar golpes. Entre sempre em contato direto com a empresa antes de fechar um negócio. Na Credilink todos os consultores podem ser acionados pelo telefone 4007-1762.
Alerta contra Fraudes

AVISO IMPORTANTE - CORONAVÍRUS

Para preservar os nossos funcionários, os atendimentos estão funcionando apenas nos e-mails:

Suporte: suporte@credilink.com.br
Financeiro: financeiro@credilink.com.br
Pos-venda: posvenda@credilink.com.br

Os nossos telefones fixos estão temporariamente indísponíveis.

Salientamos que os nossos serviços continuam funcionando normalmente 24h por dia.